Abdominoplastia

A Abdominoplastia, assim como as demais práticas cirúrgicas corretivas, não tem por objetivo eliminar peso e também nem sempre corrige o excesso de gordura na região do estômago, porque isso depende do tipo de tronco do paciente. Se o conjunto tórax + abdome for do tipo curto, dificilmente será corrigido, o resultado tende a ser mais favorável no tipo longo. A espessura do panículo adiposo, que é a quantidade de gordura sobre esta região, também revela grande importância no resultado da Abdominoplastia.

Na Abdominoplastia, o corte é feito horizontalmente logo acima dos pelos pubianos e se estende lateralmente, em tamanho maior ou menor de acordo com o volume a ser corrigido, desta forma a cicatriz deve ficar sob as roupas de banho. A cicatriz, no período imediato, que vai até o 30º dia, tem ótimo aspecto e é pouco visível, com discreta reação aos pontos, em alguns casos. No período mediato, que vai do 30º dia ao 12º mês, acontece um espessamento natural e mudança de tonalidade na cor que, aos poucos vai clareando. Não há como apressar o processo natural de cicatrização, os pacientes devem seguir as recomendações médicas, com o tempo os vestígios da cicatriz se suavizarão. A avaliação final do resultado só poderá ser feita após o período tardio, que vai do 12º ao 18º mês, quando a cicatriz começa a ficar mais clara e menos consistente, até atingir o aspecto definitivo. Neste prazo, o abdome deverá apresentar uma certa insensibilidade e períodos de inchaço, voltando ao normal em alguns meses.

A Abdominoplastia, ao contrário do que muita gente pensa, não cria nenhum umbigo novo, apenas deixará uma cicatriz em torno do umbigo natural da paciente, que ficará debaixo de um novo tecido de pele. E a paciente pode engravidar normalmente um tempo após a cirurgia, cuidando apenas de controlar o peso durante a nova gestação. No entanto seria bom evitar a gravidez após a Abdominoplastia ou programar para ter os filhos antes.

O procedimento dura em torno de 2 a 3 horas e a preparação é feita com todo cuidado para reduzir todos os riscos, aos quais qualquer ato cirúrigico está sujeito. Considerando uma evolução normal, o prazo de internação é de aproximadamente 24 horas e a anestesia pode ser peridural ou raqui ou ainda geral, conforme a paciente. O pós-operatório apresenta uma evolução normal, sem dor, com algum desconforto nos três primeiros dias, são feitos curativos que são retirados após 24 horas. Os pontos são retirados 15 dias depois. Na Abdominoplastia, a drenagem linfática é obrigatória e iniciada depois de aproximamente 4 dias de pós-operatório. A lipólise, que é a eliminação da liquefação da gordura residual próxima à área da cicatriz é um fenômeno normal e não se caracteriza como complicação, é uma eliminação de líquido amarelado em alguns pontos da cicatriz, que ocorre mais frequentemente em pacientes obesos. Utilizamos dreno para evitar o acúmulo deste líquido.

Recomendamos ao paciente a internação no período e horário pré-estabelecidos, jejum de 8 horas, inclusive de água; antes da cirurgia evitar bebidas alcoólicas, refeições muito pesadas e medicamentos para emagrecimento, por um período de 10 dias, além de programar um repouso domiciliar de 2 semanas aproximadamente. Após a cirurgia, evitar esforço, não carregar ou levantar peso por 30 dias; tomar um banho completo 24 horas depois, com os curativos retirados; alimentar-se normalmente, preferivelmente de alimentos fibrosos que regularizem a função intestinal, evitando alimentos que causem acúmulos de gases; uso de cinta por 30 dias, retirada durante o banho e drenagens linfáticas 4 dias após a cirurgia.

 

Todos os procedimentos